29 de abr de 2016

14º Encontro Estadual de Comunidades Eclesiais de Base (CEBs)

De 21 a 24 de abril, a Diocese de Caxias do Sul sediou o 14º Encontro Estadual de Comunidades Eclesiais de Base (CEBs). O tema refletido foi: Comunidade: Igreja da base, fermento da nova sociedade, e o lema: Vinho novo em barris novos. O evento aconteceu nos pavilhões da Fenakiwi, no bairro Cinquentenário, em Farroupilha (RS). Os representantes das 18 dioceses do Rio Grande do Sul refletiram como ser uma “nova comunidade”, que seja mais acolhedora, profética e misericordiosa. Uma extensa programação envolveu os delegados provindos das dioceses do RS. Na sexta-feira, dia 22/4, foram realizadas onze mini plenárias, abordando os temas: Comunidade e diversidade religiosa; Comunidade e os desafios do mundo urbano; Comunidade: famílias e suas diversidades; Comunidade e juventudes; Comunidade e o protagonismo dos leigos e das leigas; Comunidade e organização política; Comunidade e meio ambiente: cuidado com a casa comum; Comunidade e agroecologia; Comunidade e missionariedade: uma igreja em saída; Comunidade e diversidade de gênero; Comunidade e protagonismo feminino. No final do encontro foi escolhido o local que sediará o próximo encontro de CEBS, o 15º que acontecerá em 2020, será na diocese de em Rio Grande. Esta é a segunda vez que a Diocese de Caxias do Sul sedia o encontro desta natureza. A primeira vez, foi em 1988. (Pe. Paulo R. Gasparetto/ e seminarista Elton M. Aristides)
Publicado em Diocese em Comunicação
Diocese de Caxias do Sul, RS - Ano 26, Nº 5 - maio de 2016

27 de jan de 2016

CURSO OSCAR ROMERO  
16ª Edição / 2016


PLANETA “CASA COMUM” COMPROMISSO DE TODOS.

·   Dia 07/01 – quinta – feira: Acolhida dos participantes a partir das 14h.

·   Dia 08/01 – sexta – feira: VER
Análise de conjuntura - Heresias da luta democrática e da conjuntura atual
Assessor: Dr. Fernando Altemeyer Junior

·   Dia 09/01 – sábado: VER
Continuação do tema do dia anterior.
18h: El Salvador, uma terra de Mártires - Frei João Osmar e Anne Marie (socialização de experiências)

·   Dia 10/01 – Domingo: JULGAR
“O direito e a justiça como riachos que não secam” Assessor: Teólogo Monge Beneditino Marcelo Barros

·   Dia 11/01 – segunda – feira: JULGAR
Manhã: Continuação do tema do dia anterior.
Tarde: AGIR - Nossos antepassados nos ensinaram – assessoria: Teólogo Padre José Marins e Teolide Trevisan.
Noite: Celebração dos Mártires

·   Dia 12/01 – terça - feira
Manhã: Continuação do Tema do dia anterior.
14h: Encerramento


 OBJETIVOS

·   Fortalecer a caminhada das CEBS e do povo cristão na busca da realização do Reino de Deus.

·   Fortificar a luta pela realização de um novo projeto de sociedade e de Igreja, com base na solidariedade, partilha e participação comunitária.

·   Fazer memória dos mártires e cristãos engajados desde os primeiros tempos até hoje, para entender nosso lugar junto do pobre e excluído.

·   Oportunizar uma formação popular e ecumênica, visando uma transformação libertadora.

DESTINATÁRIOS
·   Cristãos engajados na vida comunitária e ecumênica e todos os que quiserem conhecer e assumir essa caminhada.

·   Pessoas não atuantes eclesialmente, mas comprometidas na construção de uma nova sociedade (pessoas atuantes no campo popular, sindical, político, educacional, etc.)





Se me matarem,
ressuscitarei
na vida
do meu povo“.

(Oscar Romero)



 A Diocese de Caxias do Sul esteve presente na edição do Curso Oscar Romero 2016, com os seguintes participantes:
1 - Clarice Amelia Ben ( Bento Gonçalves)
2 - Gilberto Guerra ( Diocese de Caxias do Sul)
3 - Isolda Pissaia ( Comunidade Cristo Operário) 
4 - Luciane Dequigiovane ( EFFPT)
5 - Solange de Moraes Guerra ( EFFPT e Cáritas Diocesana de Caxias do Sul)

O curso ocorreu em Santa Maria e o tema trabalhado fecha com o mesmo da Campanha da Fraternidade de 2016: Cuidando da Nossa Casa Comum. Valeu nossa participação pelo segundo ano consecutivo, pois o curso nos motiva a viver e acreditar que " outro mundo é possível". 



16 de dez de 2015




A Diretoria Nacional da Cáritas Brasileira teve nesta segunda-feira, dia 14/12, na sede do Secretariado Nacional (SecNac), em Brasília/DF, uma reunião de transição entre a atual gestão e a nova, eleita na XX Assembleia Nacional para o próximo quadriênio. Participaram do encontro o atual presidente da Cáritas, Dom Flávio Giovenale; a vice, Anadete Gonçalves Reis; o diretor-secretário, padre Evaldo Praça Ferreira; e o diretor-tesoureiro, Aguinaldo Lima; mais os eleitos Dom João Costa, irmã Lourdes Maria Staudt Dill, Marilene Alves de Souza (Leninha) e Udelton da Paixão, na mesma ordem de cargos (os quatro estão na foto acima), além da coordenação colegiada do SecNac: Maria Cristina dos Anjos, Jaime Conrado de Oliveira e Luiz Cláudio Lopes da Silva (Mandela). Durante a reunião, que iniciou com um momento de mística envolvendo a participação de todo o SecNac (na foto abaixo), a nova Diretoria Nacional indicou Mandela como o diretor-executivo para o período 2016-2019.

Para Dom Flávio Giovanale, que é bispo da Diocese de Santarém, no Pará, a mudança da função executada na Cáritas não pode alterar o compromisso e a dedicação com o trabalho construído. “Foi eleita na assembleia uma nova presidência. Então estou deixando a presidência da Cáritas Brasileira, mas não a Cáritas. Sou Cáritas. Estava presidente, continuo Cáritas. Que Deus abençoe a nova presidência e a todo mundo que compõe esta família!, para que o amor de Deus possa se manifestar através de gestos concretos, por meio de nós”, afirmou. Ele lembrou que o Papa Francisco, em um encontro em Roma, Itália, destacou que “a Cáritas é a carícia da mãe Igreja para com os pobres”. Sendo assim, “que continuemos com esta missão belíssima nas várias funções que exercemos: o voluntariado, o trabalho nas bases ou mesmo o trabalho na presidência. A função muda, mas o espírito permanece. Vamos seguir todos e todas firmes pra frente!, que nos reencontraremos neste mundo de Deus”, apontou.

Dom João Costa, que é arcebispo coadjutor da Arquidiocese de Aracaju, no Sergipe, por sua vez, considera que sua eleição como novo presidente da Cáritas constitui ”um momento de grande desafio, mas com um olhar de confiança, pois percebo o belíssimo trabalho que a Cáritas vem realizando. Olhando para essa caminhada tão exitosa, me sinto mais tranquilo. Não estamos iniciando a Cáritas agora, ela está festejando seus 60 anos em 2016. Isso é motivo de muita alegria e esperança, porque manifesta uma caminhada consolidada. Por outro lado, apoiando-se nesta história exitosa, também olhamos para o futuro com muita esperança e desejo de colaborar para que a Cáritas continue a produzir seus preciosos frutos”.

O novo presidente se reconhece confiante diante deste novo desafio. “Foi o senhor quem me chamou, e este chamado eu ouvi também através daqueles que me escolheram para esta missão. Quem me confiou esta missão não vai me deixar só. Ele continuará ao meu lado, me capacitando cada vez mais para que eu possa dar uma resposta positiva, com o apoio e a colaboração de tantos irmãos e irmãs irmanados nesta grande rede”.

Diretoria-Executiva

Para Luiz Cláudio Mandela (na foto abaixo, com Dom João e Cristina), que assume a Diretoria-Executiva Nacional após exercer a função de coordenador do Secretariado Nacional e da Cáritas Regional Nordeste 3, os cargos anteriores lhe permitiram adquirir “uma experiência de compartilhamento de gestão que trouxe uma visão importante da Rede Cáritas”. “Neste momento, em que os desafios estão colocados pela realidade vivida pelo Brasil, é fundamental que haja instituições que possam dar seu testemunho da mensagem de Cristo. A Cáritas sempre foi importante para a transformação do país, em conjunto com a CNBB”, destacou.
Segundo ele, o novo cargo representa “um compromisso a mais, na condição de referência da coordenação colegiada”, mas que será exercido com a certeza de que o SecNac possui “uma equipe formada por bons quados, que podem contribuir para uma gestão compartilhada com os secretários e secretárias regionais e com a Diretoria Nacional, de forma a reforçar a presença da coordenação no cotidiano da Cáritas, a partir de uma experiência de gestão que trabalhe a visão de rede, identifique suas necessidades e organize sua ação junto às pastorais, movimentos sociais e organizações da sociedade civil”. “Precisamos ampliar o que já construímos, assumir novos desafios e fazer da Cáritas cada vez mais uma instituição dos pobres e para os pobres, como afirmou o Papa Francisco”, enfatizou Mandela.

Maria Cristina dos Anjos, que deixa a Diretoria-Executiva Nacional após um período de oito anos, considera este “um momento pessoal importante”, pois o mesmo lhe permite a percepção de que “muito se conseguiu fazer para implementar a missão da Cáritas”, processo este que terá continuidade com as novas Diretoria Nacional e coordenação colegiada do SecNac. “Saio da diretoria-executiva, mas continuo na Cáritas, contribuindo com o trabalho realizado, agora colaborando também com a Caritas Internacional, por meio do Comitê Executivo e do Conselho Representativo”, informou ela. Conforme Cristina, o Conselho Representativo é o espaço político de decisões da Caritas Internacional, pois garante a implementação efetiva das decisões tomadas em Assembleia Internacional. O Conselho Representativo é formado por três pessoas de cada uma das sete regiões em que se divide a Caritas Internacional. Já o Comitê Executivo acompanha o escritório internacional, exercendo a função de diretoria-executiva do órgão.

30 de nov de 2015

Termina a 41ª Assembleia Estadual com a divulgação dos eleitos para o próximo quadriênio

29 de novembro de 2015
3 diaa 15
A continuidade da 41ª Assembleia Estadual da Caritas RS, nesta última quinta e sexta-feira (26 e 26/11) foram marcadas por diversas participações especiais, compartilhamento de experiências entre as arquidioceses do Rio Grande do Sul e momentos de cultura, interação e espiritualidade. Ao final, foram apresentados os resultados do processo eleitoral que este ano elegeu o Secretário e Conselho Regional do Estado (veja quadro ao final da matéria com resultados).
O segundo dia de evento (quinta-feira) começou com painéis de análise geral sobre o momento que estamos vivendo atualmente: o primeiro palestrante foi Cesar Goes, professor da UNISC, falando sobre Cenários da conjuntura que desafiam a concretização da missão da Cáritas; em seguida houve a participação da Irmã Ana Formoso que falou sobre Aspectos bíblico-teológicos que fundamentam a gestão a serviço da vida e solidariedade.
Após, Márcia Silva, que já vem acompanhando com o trabalho da Entidade ao longo do ano, contribuiu com sua assessoria. A partir das vivências propostas pelo Projeto Transição durante o ano de 2015 ela tratou da temática de realinhamento estratégico para a garantia de sustentabilidade institucional. Também foram compartilhadas com o grande grupo, as experiências das próprias (arqui)dioceses sobre o trabalho em suas regiões de ação. A noite fechou com uma bela noite cultural com apresentação de um grupo de jovens músicos  do Colégio Medianeira do município de Candelária, escola mantida pela Cáritas de Santa Cruz (ASDISC). Comemorou-se também o Dia de Ação de Graças.
Na sexta-feira (27/11) o evento começou com apresentação de um levantamento sobre o perfil dos voluntários da rede estadual da Cáritas RS. Para isso, contou-se com a participação de um grupo de acadêmicas da Universidade do Vale dos Sinos (Unisinos). “A partir do esboço, vamos trabalhar para construir processos de formação dentro da rede e, assim, incentivar ainda mais o trabalho do voluntariado”, diz Marinês Besson sobre a atividade. Marlene Maia, também da Unisinos, finalizou o período de trabalhos pela manhã falando para o grande grupo sobre os modelos de gestão, suas características e (des)vantagens.
No período da tarde, ocorreu apresentação do quadro consolidado de avaliação das Cáritas (arqui)diocesanas do Estado sobre a gestão 2012-2015 seguido do fechamento do processo eleitoral (ver quadro Processo Eleitoral). Após, Luiz Cláudio Mandela da Cáritas Brasileira apresentou material sobre a Assembleia Nacional que aconteceu no início deste mês em Brasília, DF. Na sequência a equipe de mobilização de recursos e comunicação da Cáritas Regional apresentou resultados da última Campanha realizada em Solidariedade ao Povo Gaúcho em conjunto com a Rede Permanente de Solidariedade (RPS) que apoiou ações da Cáritas de ajuda humanitária em diversas regiões do Estado. Também foi apresentada às (arqui)dioceses presentes a próxima campanha organizada pelo Regional no #DiaDeDoar, 1º de dezembro.
A finalização se deu com a apresentação dos resultados do processo eleitoral deste ano (ver quadro abaixo) e com a celebração Eucarística em Ação de Graças pela vida de Rede Cáritas RS no Estado.
Processo Eleitoral
A votação aconteceu para definir o cargo de Secretário e o Conselho Regional da Instituição para o próximo quadriênio. Para o secretariado regional, Marinês Besson foi reeleita.  Os conselheiros eleitos foram Ir.Darci Zacaron da Cáritas de Erexim e Maurício Queiroz da Cáritas de Santa Cruz do Sul; Franciel Bachi da Cáritas Passo Fundo e Solange Guerra da Cáritas de Caxias do Sul foram eleitos suplentes.


16 de nov de 2015


AGENDA CÁRITAS PARA NOVEMBRO 2015


1 - ASSEMBLEIA CÁRITAS
DATA: 19 DE NOVEMBRO DE 2015 (QUINTA-FEIRA)
LOCAL: CENTRO DE PASTORAL
HORÁRIO: 19:30 ÀS 21:30hs
PAUTA : MÍSTICA
                 OBJETIVOS E FUNCIONAMENTO DA CÁRITAS
                  PRESTAÇÃO DE CONTAS
                  INDICAÇÃO DE NOMES PARA COMPOR DIRETORIA
                  AVALIAÇÃO DO ANO 2015


2 – BINGO DAS PASTORAIS SOCIAIS
DATA: 20 DE NOVEMBRO DE 2015 (SEXTA-FEIRA)
LOCAL: SALÃO DA IGREJA SANTA CATARINA
HORÁRIO: 19:30 ÀS 22:30hs
“VENHA BRINCAR E PARTICIPAR CONOSCO”


3 – SEMINÁRIO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE
       ECUMÊNICA DE 2016       
TEMA: SANEAMENTO BÁSICO E INJUSTIÇAS SOCIAIS
 DATA: 24 DE NOVEMBRO (TERÇA-FEIRA)
 LOCAL: CENTRO DE PASTORAL
 HORÁRIO: 08:30 ÀS 17:00 hs
 “ CADA PARTICIPANTE AJUDA COM O QUE PUDER PARA AJUDAR NAS DESPESAS DOS LANCHES DA MANHÃ E DA TARDE E DO ALMOÇO”.
      


             “SOMOS CÁRITAS, SOMOS SOLIDARIEDADE”       


12 de nov de 2015

18 de set de 2015

RESULTADO DA RIFA DAS CEBs

O sorteio da rifa ocorreu em 29 de agosto de 2015 pela Loteria Federal
Ganhadores da Rifa das CEBs
1º Premio - Moto - Nº 38547 - Odacir Valentini - Comunidade N. Sra da Salete- Forqueta
2 º Premio - Notebook - Nº 35091 - Giovana Vanzetto - Nova Treviso - Nova Roma do Sul
3º Prêmio - Tablet - Nº 41860 - Gabriela Boeira - Bairro Fátima - Caxias do Sul
4º Prêmio - Bicicleta - Nº 96704 Não vendido
5º Prêmio - Cesta de Alimentos - Nº 01855 - Não vendido
Em nome da Coordenação da Ampliada de CEBs gostaria de dizer
um muito obrigado a todos os que se envolveram na venda da Rifa.
Pe. Adilson Zílio / Coordenador Diocesano das Pastorais Sociais